O conteúdo deste blog não é de natureza científica. Os artigos aqui expostos são o resultado de alguma leitura, da aprendizagem natural adquirida ao longo dos anos e do gosto pela terra e por tudo o que ela produz em benefício da nossa saúde e bem-estar. Por outro lado quero dedicar este meu trabalho, ou passatempo, ao meu pai pois é ele quem com muito carinho e esforço, vai fazendo e cuidando a minha pequena horta e jardim. A minha forma de o homenagear é mostrando em fotografias o seu trabalho...

sábado, 4 de setembro de 2010

Beldroega

História

Pensa-se que a beldroega é uma planta originária da Ásia ou do norte de África, pois há registos (pelo que tenho lido) do seu cultivo na India, China, Egipto, e como muitas outras se terá espalhado pelo mundo através das migrações dos povos. Já no Antigo Egipto era usada na alimentação, devido às suas propriedades. Hoje um dos maiores produtores europeus parece ser a França!

A beldroega
Portulaca oleracea

Pertence à família das Portulacáceas, é uma simples planta silvestre, de pequeno porte, rasteira. De sabor um pouco ácido, a beldroega apresenta-se com um caule oco e acastanhado e folhas pequenas, carnudas, arredondadas, de cor verde avermelhado, com grande quantidade de água.
É também conhecida como Bredo, Ora-pro-Nobis, Verdulaga, Onze horas... nomes que variam segundo as caracteristicas da planta: folhas mais pequenas ou maiores, mais verdes ou avermelhadas, as cores das flores, que podem ser pequeninas e brancas, amareladas, umas bolinhas vermelhas... Todas são variedades de uma mesma planta a que são atribuidos nomes diferentes, também dependendo da região.
Em Espanha chamam-lhe Verdolaca, em França Pourpier, em inglês diz-se Purslane!...


 
Cultivo

Em geral a beldroega não é cultivada - cresce nos campos, de forma silvestre. Quando floresce, as suas sementes caem ao solo e nascem novas plantas. São mais comuns na Primavera e Verão, pois esta planta não resiste muito ás temperaturas baixas e geadas do Inverno.
Algumas espécies estão a ser cultivadas, seleccionadas em função do uso que se pretende: alimentar ou ornamental...

Variedades

Para uso alimentar foi escolhida a variedade Sativa, que cresce um pouco mais que as outras atingindo uns 60 cms, e é também um pouco mais avermelhada. Há outras espécies, mais silvestres, que variam dependendo dos solos em que se desenvolvem.
Pela beleza e colorido das pequenas folhas e das suas flores, algumas foram escolhidas como plantas de jardim.

 
Propriedades e recomendações

Com muito poucas calorias e muito rica em potássio, contém também magnésio, cálcio, ferro, selénio... Vitaminas A, C, do grupo B e ácido fólico, ácido salicilico e ómega 3...
Tem caracteristicas medicinais e recomenda-se para: 

  • Afecções do Fígado, Bexiga e Rins(diurético e depurativa) .

  • Elimar toxinas (diurético e depurativa)

  • Tratamento de anemias (contém ferro)

  • Dietas de emagrecimento (poucas calorias)

  • Baixar o colesterol (diurético e depurativa)

  • Combater a obstipação (contém mucelagem que é uma substância laxante)

  • É anti-inflamatório

  • É antitérmico

  • Combate os vermes intestinais
Utilização

Muitas pessoas não valorizam as beldroegas por as considerarem ervas daninhas, pois na verdade reproduzem-se com facilidade... No entanto, pelas caracteristicas que já referi é um desperdício não aproveitar uma planta tão rica que cresce tão facilmente nos nossos quintais...
As beldroegas ( em alguns lugares chamam-lhe baldroegas!) podem ser usadas como todas as outras verduras que conhecemos, em saladas, sopas, caldos de verduras, sumos, chás...
Faça um esparregado (refogado) de beldroegas em vez de espinafres!
Junte-as picadinhas ás suas omeletas ou ovos mexidos!
Agregue um molhinho de beldroegas ao seu molho para massas e terá uma nova e rica receita!
Enfim, use a imaginação e coma beldroegas!

 
Dicas e curiosidades

Na verdade já lhe dei várias dicas de como usar as beldroegas, mas aqui vai mais uma: Esmague as folhas e os talos e coloque sobre queimaduras e nas picadas de insectos e sentirá um alivio na dor e no prurido, e ajudará na cicatrização...
Nota: Para fazer chá usa-se a planta seca!


Link para essa postagem


2 comentários:

  1. obrigada pela informação sobre a beldroega fiquei satisfeita com os resultados

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Lina, pelo seu blog. Informação completa e sucinta, tratada de modo simples e eficaz, com boas dicas para que se conheça melhor cada planta. Continue! Abraço, Maria João Santos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...